Contact Us

Use the form on the right to contact us.

You can edit the text in this area, and change where the contact form on the right submits to, by entering edit mode using the modes on the bottom right. 

           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

Formatei-me muito mais do que queria

Inéditos

Formatei-me muito mais do que queria

Maria S. Mendes

 

Formatei-me muito mais do que queria

julguei resistir mas o crânio cedia

como uma bola de borracha ao sol.

Percebi isso ontem

no reflexo de uma janela:

a minha cabeça estava quase igual às outras todas.


 

 

 

Não, não sinto um grama

de poesia em todo o corpo,

e pesam-me as inevitabilidades mesquinhas.

O prazo do ketchup expirou há pouco

e todos me vão recriminar,

já sei, por eu não

reparar nesses números tão pequenos

que apesar do esforço me escapam

e fogem num resquício de distração distraída.

Estranha, a evolução da vida.

Há que continuar a olhar

a lata, o frasco, a casa.

Toda a mercearia me engoliu há muito.

E são e estão, tanto que não saberia.

Os filhos matam. Maridos também. Famílias assassinas a matar mulheres todos os dias.

 

Poesia não, mercearia.

Leonor Sá

 


Leonor Sá é conservadora de museu e mentora de projetos de proteção do património cultural. Doutorada em Estudos de Cultura pela Universidade Católica Portuguesa, com uma tese sobre os primórdios da fotografia judiciária, fez em tempos um mestrado cuja dissertação incidia sobre Kafka e a Utopia. Resultado: teve um percurso profissional kafkiano, mas nunca deixou a utopia - nem a poesia (senão morria).